Conversando sobre dorama: por que você assiste?

Freeter, Ie wo Kau

Dorama da imagem: Freeter, Ie wo Kau

Pra começar, dorama vem da palavra inglesa drama, que nada mais é do que novela, mas nesse caso, japonesa. Diferentemente das nossas, que são longas e duram quase o ano todo (isso se forem bem recebidas pelo público, claro), a novela japonesa costuma ser mais curta (de oito a 11 episódios), que pode se estender a outras temporadas, com a mesma quantidade de episódios ou não. Há vários formatos de dorama, mas conhecê-los neste momento não é tão importante para a discussão do post. Porém, se ficou curioso, basta dar um pulo no glossário e descobrir um pouco sobre eles e outras nomenclaturas.

Como sempre gostei de cultura japonesa, os doramas surgiram em minha vida naturalmente. Recebi uma indicação certeira, pois o primeiro que tive o prazer de assistir foi “Um Litro de Lágrimas” (Ichi Rittoru no Namida / 1リットルの涙), um dos mais famosos e inesquecíveis da dramaturgia nipônica. Curiosamente, ele se tornou o meu favorito e, até hoje, tem o poder de me emocionar. Basta eu assistir um ou dois episódios pra começar a me envolver profundamente com a história de Aya, baseada em fatos reais e no diário dela. Inclusive, criei este blog como uma homenagem e o primeiro texto foi uma resenha sobre esse clássico.

Agora, vamos ao foco do post com a seguinte pergunta: por que você, assim como eu, assiste dorama? E, pra completar: além da curiosidade sobre determinado tema, quais são os outros motivos que o fazem assistir até o final?

Natsu no Koi wa Nijiiro ni Kagayaku

Dorama da imagem: Natsu no Koi wa Nijiiro ni Kagayaku

Sei que muitos têm diversos motivos e que outros assistem sem grandes razões, simplesmente escolhem um porque desejam entretenimento, romance, comédia, suspense ou um pouco de tudo isso. Porém, há sempre quem busca o porquê de tudo na vida. É possível aprender lendo um livro, vendo um filme ou dorama e, principalmente, vivendo experiências ao máximo e tirando proveito delas. Dedicar um tempinho pra assistir algo que temos interesse, mesmo que seja de uma cultura totalmente diferente da nossa, pode nos trazer uma infinidade de conhecimento. Além disso, descobrimos um pouco mais sobre nós mesmos, quando passamos a reparar no outro, sendo um personagem fictício ou não.

O que me leva a assistir dorama é a possibilidade de estar próxima de um país que gosto muito (Japão), conhecer os costumes dos japoneses e observar a personalidade das personagens, que pode ser comparada com a nossa, de algum amigo e até de parentes. Lembrando que os roteiristas e diretores têm olhar oriental, ou seja, a criação deles é para os japoneses. Por isso, certas obras podem ser muito assustadoras para algumas pessoas, principalmente se elas não têm muito contato com a cultura de lá. Contudo, quanto mais diferente mais instigante. Melhor ainda é ver a diferença sem preconceito, refletir sobre ela e buscar novas formas de conectá-la com a própria vida.

A arte da observação é ainda mais incrível quando o universo observado nos interessa em sua plenitude. Também gosto de filmes, séries e novelas brasileiras (pouquíssimas, mas a atual das 9h, Império, conseguiu me prender) que contêm elementos bem combinados, com boas atuações e roteiros inteligentes (adaptações, originais ou não). Em todas, o que mais desejo ver são personagens estruturadas, com características intimamente definidas e com personalidade forte. E, confesso, não dispenso um bom drama, gênero que mais gosto. Quando bem feito, ele tem a capacidade de se aprofundar nos temas e personagens, mostrando o que muitos não querem ver. Dá aquela chinelada na cara, com debates válidos e que propõem a reflexão.

Adoro terminar um dorama e ficar pensativa, misturando o dia a dia com a realidade da ficção. Nesse momento, faço perguntas do tipo: o que eu faria se estivesse no lugar de fulana? Será que eu teria esse jogo de cintura, paciência e inteligência pra lidar com essa situação e/ou pessoa? Esses questionamentos impulsionam meu interesse e ainda me tornam uma pessoa melhor.

Wakamonotachi 2014

Dorama da imagem: Wakamonotachi 2014

Quando escolho um dorama, espero que ele seja fiel ao que se compromete, mas que saiba me surpreender também. É importante manter a linha do roteiro, claro, mas surpresas alinhadas e que estão de acordo com as personagens me agradam imensamente. Posso citar “Soredemo, Ikite Yuku” (それでも、生きてゆく) como exemplo (sem spoilers, fiquem tranquilos). Nele, o roteirista (Sakamoto Yuji, meu preferido) criou um final que passou longe do que eu esperava, mas que me encantou pela fidelidade à história. Ou seja, o mais importante é conseguir passar a mensagem desejada aos espectadores, fazendo-os refletir sobre a essência das personagens e os caminhos escolhidos por elas.

Fiz todas essas perguntas para mim e resolvi dividi-las com vocês. Ainda há muitas outras guardadas, que desejo compartilhar por aqui em breve. Então, fique de olho e continue dando uma ou mais chances aos doramas. É possível tirar proveito de tudo, desde que estejamos dispostos a isso 😉

Anúncios

2 comentários sobre “Conversando sobre dorama: por que você assiste?

  1. Muito bom seu texto, eu, assim como você, gosto muito da cultura japonesa em geral, comecei com jogos, depois fui para os animes/músicas, e por causa da música japonesa, para ser mais especifico, a cantora YUI, com o Taiyou no Uta, conheci os JMovies, e fui pesquisando e descobri o tão maravilho (meu preferido até hoje) Ichi Rittoru no Namida. Depois disso não parei mais.

  2. Sua trajetória é parecida com a minha, Guilherme. Quando criança, jogava videogame (ainda jogo muito, principalmente RPGs e simuladores) e assistia aos animes da extinta TV Manchete. Gostava muito de Cavaleiros do Zodíaco, depois migrei para Dragon Ball, Sakura Card Captors e não parei mais. Com o tempo, fui aprendendo a gostar da música, dos filmes, dos doramas e até da comida. Ou seja, comecei a amar a cultura japonesa. Até fiz 3 anos de japonês, veja só 😛 fico muito feliz que tenha gostado do texto. Tentarei manter uma periodicidade de posts mais frequente. Grande abraço 😉

A dorama quer saber o que você achou ♥

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s