Black Pean

Black Pean

Black Pean (ブラックペアン, em japonês) é um dorama baseado em uma novel de Takeru Kaido, publicada em setembro de 2007 pela Kodansha. Inclusive, já aviso de antemão que desconheço a história do encadernado e que minha análise é totalmente voltada à novela japonesa.

No dorama, Seishiro Tokai (Ninomiya Kazunari) trabalha como cirurgião no Tojo University Hospital. Apesar de sua personalidade arrogante e atitudes questionáveis, Tokai é um dos melhores especialistas em cirurgia cardiovascular do hospital regional em que atua, com excelente técnica em sutura e 100% de sucesso nos procedimentos cirúrgicos.

Saeki Seigo (Uchino Seiyo) é o cirurgião-chefe do mesmo hospital de Tokai. É conhecido por seu jeito único de operar o coração de seus pacientes e, por isso, acaba sendo referência no Japão. Ambicioso e obstinado, Dr. Saeki deseja ocupar a cadeira da Japanese Society of General Surgeons nos próximos meses e fará tudo para alcançar esse objetivo.

Dr. Nishizaki (Ichikawa Ennosuke), cirurgião-chefe do Teika University Hospital, hospital maior e focado em pesquisas médicas, inescrupuloso e ainda mais ambicioso que seu rival, também deseja a cadeira. Seu grande objetivo é apresentar um case prático no Japan Surgical Journal, ganhar os pontos necessários para ocupá-la e alimentar seu ego como consequência.

Black Pean

Os primeiros episódios apresentam de maneira coerente as personagens, destacando os protagonistas e os coadjuvantes como apoio da narrativa. Tudo tranquilo, tudo favorável? Na verdade, não. Alguns personagens ficam soltos na história e isso acaba afetando a qualidade do dorama.

Vou apresentar os motivos para assistir e não assistir. Você decide!

  • Por que assistir?

☆ Se você, como eu, gosta de doramas médicos, Black Pean é um prato cheio. A história se passa quase 100% dentro do hospital, com conflitos entre personagens e um toque de suspense.

☆ Nino é um bom ator, especialmente quando interpreta personagens com problemas psicológicos ou traumas dos mais variados níveis. Ele sabe passar emoção com o olhar, além de ter a capacidade de causar incômodo em situações que pedem esse tipo de sentimento. Apesar de ser suspeita pra falar, garanto que não é uma atuação caricata. Não vai fazer você chorar, mas vai fazer você se colocar no lugar da personagem, algo que já merece meu respeito.

☆ Sera (Takeuchi Ryoma), residente no Tojo University Hospital, é um destaque. É perceptível sua evolução como personagem, além de sua aura investigativa. Suas atitudes foram imprescindíveis para a construção da história, principalmente quando estava ao lado da enfermeira Hanabusa (Aoi Wakana), também curiosa e com muita vontade de aprender.

Black Pean

☆ Kinoshita Kaori (Kato Ayako) também se mostrou uma personagem interessante. Ela tem atitudes justificáveis e um passado que condiz com seu presente. Além disso, sua história traz uma reflexão sobre punições injustas e o quanto o lado mais fraco é prejudicado na maioria dos casos.

☆ Takashina Gonta (Koizumi Kotaro) é o personagem mais bem construído de Black Pean. Ele surge como o parceiro do “vilão”, Dr. Nishizaki, mas depois mostra que seu real objetivo é pensar na saúde e bem-estar dos pacientes acima de tudo – conceito esse que foi utilizado para justificar as atitudes injustificáveis do Dr. Saeki.

☆ Adorei a música tema de Black Pean, “Kono Michi Wo” (この道を), de Oda Kazumasa. A canção é forte e emociona. Se quiser baixar, upei a música no Mega. Ouça e comprove!

  • Por que NÃO assistir?

☆ No início do dorama, a relação entre Dr. Saeki e Tokai é normal. Apesar de ser bruto, Tokai é obediente quando o pedido vem de Saeki. No entanto, com um toque de mágica inexplicável, percebemos uma aura pesada entre eles e que não tem relação com o presente, mas sim com o passado de ambos envolvendo o pai de Tokai, já falecido e não atuante no dorama. Tokai começa a questionar as ordens de seu superior, demonstrando ressentimento e ódio no olhar. Isso me pareceu um tanto desconexo e esquisito. Ele poderia sim ir trabalhar no mesmo hospital do cara que odeia com o objetivo de se vingar (pensei em Alice no Toge – quem assistiu, vai entender), mas mudar o comportamento e enfrentar Dr. Saeki não o ajudou absolutamente em nada, muito pelo contrário. Passou a gerar desconfiança. Ficou sem sentido para mim.

☆ A história nos leva a crer que Dr. Saeki coloca o status da profissão acima de qualquer coisa. No entanto, o episódio final é um balde de água fria em quem acreditava (euzinha aqui) na coerência da personagem e da história no contexto geral. Ficou evidente desde o início do dorama que Dr. Saeki desejava a cadeira da Japanese Society of General Surgeons. Para isso, foi capaz de criar artimanhas para alcançar esse objetivo. Quando o momento chegou, largou tudo para evitar que seu passado fosse revelado a todos, um passado cuja resolução seria simples se fosse apresentado a Tokai. A situação, apesar de estranha, era explicável. Não foi um erro médico, mas sim uma medida para salvar uma vida. O único objetivo dele e de seu ex-colega de trabalho, pai de Tokai, era salvar vidas. Os pacientes estavam acima de tudo. Então, ele guardou um segredo que não ajudou ninguém e ainda causou um trauma doloroso ao filho de seu BFF. Parabéns!

Black Pean

☆ Nekota (Shuri) é uma das enfermeiras do Tojo University Hospital, fiel escudeira de Tokai. No entanto, nada justifica essa relação de lealdade e intimidade profissional. Nem no final isso é explicado. Não foi mostrada a construção desse relacionamento e como ela descobriu todo o passado de Tokai. Mesmo que a personagem apareça lendo as publicações dos depósitos em prol das vítimas de más práticas médicas, qual a relação dela com isso? Por que diabos ela se uniu a Tokai? Sem dúvidas, Nekota foi a personagem mais vazia do dorama.

☆ Excesso de drama. Japonês, no geral, adora uma gritaria desnecessária em dorama. Apesar de já estar acostumada, sempre fico pensando “mano, fica de boa e menos histerismo”. Arigachan!

  • A Dorama recomenda ou não?

☆ Black Pean é um bom entretenimento. Gostei da atuação do Nino e de outras personagens que tornaram a narrativa mais interessante. Vi os 10 episódios em dois dias. Se fosse ruim, teria descartado logo no início. O ritmo é lento, mas não chega a ser MORTO NA BR. Como eu disse anteriormente, se você gosta de dorama médico, acho que vale a tentativa. Só não espere um masterpiece dos doramas, como “Um Litro de Lágrimas” , “Mother” ou “Soredemo, Ikite Yuku” (preciso fazer um review sobre ele, vocês vão amar esse dorama maravilhoso – inclusive, a música tema também é de Oda Kazumasa e chama-se “Tokyo no Sora”), por exemplo. O máximo que você vai sentir é empatia pela mensagem final do drama: antes de qualquer status, ego ou dinheiro, o mais importante para um verdadeiro médico é salvar vidas.

2 comentários sobre “Black Pean

A dorama quer saber o que você achou ♥

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s