29

Mother

tumblr_m7whp2zM7r1rzkbhxo1_1280

“Mother” (マザー) foi transmitido pela NTV em 2010 e conta com 11 episódios nível HARD de emoção. A narrativa gira em torno de Suzuhara Nao (Matsuyuki Yasuko), uma pesquisadora universitária que dedica sua vida ao estudo das aves migratórias. Pesquisa vai pesquisa vem, o laboratório da trintona acaba sendo fechado e ela é obrigada a substituir uma professora primária que está ausente por motivos de saúde. A questão é: Nao é extremamente introvertida e não sabe lidar muito bem com crianças. Na verdade, as relações dela costumam ser bem secas e distantes, inclusive com os membros da própria família. No entanto, uma de suas alunas, Michiki Reina (Ashida Mana), acaba chamando atenção por seu comportamento atípico e um tanto adulto para seus sete anos de idade. Os encontros e desencontros entre elas aumentam e, a partir deles, Nao começa a suspeitar que a garota sofre violência doméstica e maus-tratos. Quando a encontra abandonada em um saco plástico no meio de uma noite fria, decide que será uma mãe de verdade para ela e a sequestra. Continuar lendo

4

Saikou no Rikon

tumblr_mg9ahe6C3T1rou6moo1_500

“Saikou no Rikon” (o divórcio supremo / 最高の離婚) tem dominado os meus pensamentos doramáticos faz um tempo. É impossível terminar de assistir um episódio sem querer ver outro logo sem seguida. Apesar de ser classificado como comédia romântica, não consigo interpretá-lo dessa forma. O dorama vai além e aprofunda-se em temas mais adultos, como o próprio divórcio (dããr), incompatibilidade de gêneros, intolerância, infidelidade, pós-casamento, traumas, encontros e desencontros. A história gira em torno de dois casais: Hamasaki Mitsuo (Eita) & Hamasaki Yuka (Ono Machiko) e Uehara Akari (Maki Yoko) & Uehara Ryo (Ayano Go) Não terminei de assistir, porque as legendas em inglês ainda estão sendo feitas por um tal de Koitsu no d-addicts. Como não sou fluente em japonês ainda, fica difícil acompanhar a história. Até porque, eles falam absurdamente rápido em Saikou (a culpa aqui é grande parte do personagem do Eita, que é um poço de incompreensão e desastres). Pra quem já é すごい (incrível, em japonês), aprecie os 11 episódios já completos (RAW). Continuar lendo